Uma homenagem ao gênio Charles Chaplin
    Aquele homenzinho engraçado fazia rir e chorar, ao mesmo tempo em que ele construía críticas corrosivas.
    Esta síntese exige mais que talento. Só mesmo um gênio muito criativo e transbordando de humanidade, um amigo do mundo, um amigo do peito, que deu brilho à sétima arte, pode merecer esta homenagem.

    Tenha uma noite cinematográfica.